BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias gerais :

17/07/2018 - ACORDO COLETIVO QUE GARANTE BENEFÍCIOS SOMENTE A QUEM CONTRIBUI COM SINDICATO


Procurador do Trabalho valida acordo coletivo que garante benefícios somente a quem contribui com sindicato.



Segundo o procurador, não é justo que uma parcela da classe trabalhadora, que não participa da vida sindical e não se engaja na busca por melhores condições de trabalho, se beneficie das conquistas obtidas pela negociação coletiva



Quem não contribui com o sindicato não tem direito às conquistas do Acordo Coletivo. Essa foi a decisão tomada pelo Procurador do Trabalho de Bauru José Fernando Ruiz Maturana, ao analisar queixa de funcionários que ficaram sem a cesta básica no Hospital Amaral Carvalho por não concordarem “com o pagamento da contribuição negocial ou com o desconto da contribuição sindical” em favor do Sindsaúde de Jaú.



Na decisão de arquivamento datada de 3 de julho, o procurador do Trabalho diz que um dos “queixosos” foi enfático em se dizer contra a contribuição e não contra o acordo coletivo. Por ser contra contribuir com a associação sindical, o trabalhador também não faz jus às conquistas, entende o procurador, que validou a cláusula do sindicato e mandou arquivar a reclamação dos funcionários que perderam a conquista.



Maturana citou decisão da Suprema Corte que decidiu ser necessária a autorização do funcionário para o desconto de contribuição sindical, da mesma forma apontou que sem a obrigatoriedade do desconto o sindicato é uma associação que só representa quem contribui.



Sentença pró-sindicato – “…os instrumentos coletivos não mais albergam todos os integrantes da categoria, mas apenas àqueles associados à agremiação ou que considerem vantajosos os benefícios previstos no instrumento coletivo de trabalho e aceitem pagar pelos serviços relacionados à sua celebração”, diz trecho da sentença.



Ele prossegue: “Não se mostra justo que uma parcela da classe trabalhadora, em que pese não participar da vida sindical e não se engajar na busca por melhores condições de trabalho, beneficie-se de conquistas obtidas pela via do serviço de negociação coletiva”.



 Conclui dizendo que ninguém é obrigado a contribuir para a manutenção do sindicato da categoria ou de querer ou não as cláusulas do instrumento coletivo aprovadas em assembleia na sua relação individual de trabalho. Mas ressalta que a nova sistemática legal “vinculou o recebimento de benefício não previsto em lei ao pagamento pelo serviço prestado”. Ou seja, sindicato não pode trabalhar de graça para quem é contra o sindicato.





Fonte: TERRA

 Outras Notícias

16/07/2018 - EM CUBA, GLEISI FAZ CAMPANHA PELA LIBERDADE DE LULA

16/07/2018 - SERVIDORES DOS CORREIOS VÃO PAGAR A CONTA POR NOVO ROMBO NO POSTALIS

16/07/2018 - CONSULTA À COTA DO PIS ESTÁ DISPONÍVEL NESTA SEGUNDA-FEIRA

16/07/2018 - RECEITA PAGA HOJE 2º LOTE DE RESTITUIÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2018

16/07/2018 - ‘NÃO HOUVE NENHUMA IRREGULARIDADE’, AFIRMA BANCO DO BRASIL

16/07/2018 - CORTE DE VAGAS DE TRABALHO CRESCE 600% NOS SINDICATOS APÓS FIM DE IMPOSTO

16/07/2018 - MÊS DE FÉRIAS! CONFIRA COMO FICA DIREITO AO DESCANSO APÓS REFORMA TRABALHISTA

16/07/2018 - RESULTADO DA NEGOCIAÇÃO COM O BANCO DO BRASIL

13/07/2018 - BANCOS NÃO ASSINAM PRÉ-ACORDO; DIA 2 DE AGOSTO TEM DISCUSSÃO SOBRE CLÁUSULAS ECONÔMICAS

13/07/2018 - NEGOCIAÇÃO COM BANCO DO BRASIL ACONTECE HOJE

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.