BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

20/08/2007 - DEPUTADOS CATARINNENSES TÊM O DIREITO DE...

É impossível viver sem.

utilizar 327 celulares e conta telefônica da Casa, incluindo telefones fixos, chega a R$ 150 mil por mês.

ANA MINOSSO

Quarta-feira, 8 de agosto, 16h, plenário da Assembléia Legislativa. O deputado Manoel Mota (PMDB) fala animadamente ao telefone. Ao lado, Narcizo Parisotto (PTB) protege a boca e atende o seu enquanto os deputados Gelson Merísio e Darci de Matos, ambos do DEM, conferem ligações não-atendidas.

Essas cenas normalmente as câmeras da TVAL não mostram, mas hoje em dia é quase impossível um político ficar sem telefone celular. Até mesmo durante as sessões plenárias, onde são discutidas e votadas as leis para o Estado, os deputados não dispensam o aparelho. E o usam sem nenhum constrangimento, seja para fazer ligações, atender os chamados ou conferir mensagens de texto.

O veterano Onofre Agostini (DEM), 17 anos de Parlamento, admite que o celular às vezes é inconveniente porque fica chamando a toda hora. Porém reconhece que dá para resolver muitas coisas por meio dele.

Antigamente, relembra, quando o parlamentar ia para sua base no interior do Estado, dificilmente era localizado para uma emergência porque haviam apenas os telefones residenciais. Como os políticos não paravam em casa, só respondiam aos chamados no final do dia.

Não há regra para o uso de aparelho celular no plenário da Assembléia. Como em qualquer ambiente, deve prevalecer o bom senso. Quando os deputados estão no plenário, normalmente os assessores usam o telefone e mensagens de texto para se comunicar. Quando as discussões são intensas, é comum ver líderes da base governista atenderem ligações vindas do Centro Administrativo.

Brincadeira para a hora dos discursos chatos

O líder da bancada democrata, Gelson Merísio, dificilmente se afasta do plenário. Ele possui um aparelho BlackBerry (que acessa e-mails e páginas da Internet) e fica o tempo todo acessando o celular. E brinca, mostrando o aparelho:

- Esse é muito bom na hora daqueles discursos chatos.

A Assembléia possui 362 aparelhos celulares e gasta R$ 80 mil por mês com a conta telefônica. A média de despesa dos aparelhos disponibilizados para os parlamentares e assessores é de R$ 236. De telefone fixo - são 498 ramais - o Parlamento gasta mais R$ 70 mil por mês.

O diretor geral da Casa, Neroci Raupp, disse que o setor de informática estuda projeto para converter as ligações e gerar economia.

O custo do alô na Assembléia Legislativa

Telefone fixo

- A Assembléia possui duas centrais telefônicas (3221.2500 e 3221.2600) e 498 ramais. Destes, 230 são para os gabinetes parlamentares e 268 para a área administrativa. A média mensal de gasto telefônico é R$ 70 mil.

Telefone móvel

- São 362 celulares. Aos 40 deputados são disponibilizados 327 aparelhos e os outros 35 para a área administrativa (diretor geral, chefe gabinete, assessores de imprensa).

- A média mensal de gastos é de R$ 3,6 mil para o setor administrativo da Assembléia (R$ 104 por telefone) e R$ 77,2 mil para os parlamentares (R$ 236 por telefone).

- Os parlamentares deduzem suas despesas com telefonia da verba de gabinete, que é de R$ 30 mil por mês. Os servidores do setor administrativo têm limite de R$ 150 mensais. Quem ultrapassar esse valor terá o excedente descontado da folha de pagamento.

- Além do salário de R$ 12.384,07, os deputados de SC recebem mais R$ 2 mil de auxílio-moradia, também 13° salário e outros dois salários, a título de ajuda de custo. Dispõem também de R$ 38 mil para gastos com pessoal e mais R$ 30 mil para o gabinete. Cada deputado custa R$ 85,4 mil mensais.

Como é no governo do Estado

Telefonia fixa

- O governador publicou um decreto no dia 20 de abril para racionalizar os gastos com telefone. Atualmente a conta telefônica do governo do Estado é de R$ 40 milhões por mês.

- Secretários de Estado e presidentes de entidades estão liberados para chamadas locais, interurbanas estaduais, nacionais e internacionais. Diretores, gerentes e demais servidores têm restrições e precisam de liberação.

- Foram proibidas as ligações a cobrar, limitadas as ligações para celulares e determinado para que as ligações sejam feitas primordialmente para telefones convencionais.

Telefonia móvel

- Hoje são 600 aparelhos celulares no Executivo mas serão ampliados para 1 mil porque as Polícias Civil e Militar ficaram de fora da primeira triagem.
- Secretários de Estado têm conta livre. Diretores gerais e gerentes podem gastar até R$ 100 por mês.

- O Estado gasta R$ 5 milhões por ano com telefone celular e trabalha para reduzir a despesa em 30%.
- Para reduzir os gastos, o governador determinou que sejam canceladas linhas sem utilização ou com uso ínfimo e daqueles que não comprovem efetiva necessidade.

- Também proibiu receber chamadas a cobrar e chamadas para qualquer serviço especial tarifado.

Histórias do parlamento

Onofre Agostini

Quando surgiram os primeiros telefones celulares no Brasil o deputado Onofre Agostini (DEM) comprou o seu. Aquele aparelho grandão que facilitava sua vida na Capital só tinha um problema: quando o deputado viajava para a região de Curitibanos, sua base, não podia contar com o celular. Como muitas cidades sem antenas, ora se ouvia tudo, ora não se ouvia nada. E a conversa muitas vezes ficava pela metade.

Depois de 17 anos no Parlamento, Onofre acha que o celular dá despesa e às vezes incomoda, mas também ajuda a resolver muita coisa. É um dos políticos que atende a todas as ligações, em qualquer hora.
- Acho um desrespeito não atender. Me coloco do outro lado do balcão, quando a gente precisa ligar e a outra pessoa não atende é complicado.

Júlio Garcia

O presidente da Assembléia, Júlio Garcia (DEM) nunca trocou o número do seu celular - e brinca que faz tanto tempo que comprou que nem lembra mais quando foi. E lá se vão mais de 10 anos. O terceiro homem mais importante na sucessão estadual sempre atende às ligações.

- Se você exerce uma função pública e tem representação, é obrigado a atender. Se você não atende, não dá respostas, as pessoas percebem isso.

Garcia conta que tem um amigo político em Forquilhinha, Sul do Estado, e que em uma reunião entre ambos o telefone do amigo tocou seis vezes e o dele, nenhuma. Ao final, o amigo disse que estava se sentindo muito importante porque o telefone havia tocado seis vezes. Garcia explicou, então, importante era atender e dar respostas a quem estava ligando.

Herneus de Nadal

O deputado Herneus de Nadal (PMDB) tem três telefones celulares. Faz o que chama de "exercício maluco" porque, quando está na sua base eleitoral, no Oeste, usa um celular com prefixo 49. Quando está na Capital troca para um com prefixo 48 e, quando as ligações são particulares, é a outro aparelho que recorre.

O parlamentar diz que deve ser um dos grandes gastadores, já que sua base eleitoral é a mais distante da Capital (700 quilômetros) e usa muito o telefone quando se desloca pela BR-282. Herneus disse que recebe muitas ligações a cobrar, normalmente de pessoas que não têm recursos para fazer uma ligação normal.

- Atendo todas. Se a pessoa liga a cobrar é porque precisa, na maioria das vezes é caso de doença que a gente pode ajudar a resolver.


Fonte: DC

 Outras Notícias

13/07/2018 - BANCOS NÃO ASSINAM PRÉ-ACORDO; DIA 2 DE AGOSTO TEM DISCUSSÃO SOBRE CLÁUSULAS ECONÔMICAS

13/07/2018 - NEGOCIAÇÃO COM BANCO DO BRASIL ACONTECE HOJE

13/07/2018 - PRESSÃO DO FUNCIONALISMO DERRUBA VETO DA LDO AO REAJUSTE SALARIAL

13/07/2018 - PROCON INTERDITA AGÊNCIA DO BRADESCO POR TRÊS DIAS EM LONDRINA

13/07/2018 - CLIENTE DO BB É AGREDIDO APÓS RECLAMAR DE DEMORA NO ATENDIMENTO

13/07/2018 - BANCÁRIO É REINTEGRADO AO BRADESCO EM CAMPOS DOS GOYTACAZES

13/07/2018 - RESOLUÇÃO DO TST CONFIRMA QUE REFORMA TRABALHISTA SÓ ALCANÇA NOVOS PROCESSOS

13/07/2018 - SALÁRIO MÍNIMO DE R$ 998 PARA 2019 É APROVADO PELO CONGRESSO

13/07/2018 - GOLPE NAS ESTATAIS E NAS AGÊNCIAS REGULADORAS

13/07/2018 - 12 PROJETOS QUE AMEAÇAM IMPLODIR AS CONTAS PÚBLICAS DO BRASIL NOS PRÓXIMOS ANOS

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.