BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

30/03/2007 - OVOS DE SERPENTE

Três episódios recentes, todos lamentáveis e que evidenciam insensibilidade social e política, trouxeram ao debate público questões como o racismo, a discriminação social e a exploração sexual.

O primeiro foi o da ministra Matilde Ribeiro, da Secretaria da Igualdade Racial, que considerou "natural" que os negros não gostem dos brancos e afirmou que "não é racismo quando um negro se insurge contra um branco".

Para uma ministra de uma pasta voltada para a igualdade entre as raças, as declarações são no mínimo surpreendentes e afrontosas à própria idéia de igualdade e de luta contra as discriminações de toda ordem, em especial as ligadas à cor da pele.

Outro fato, este envolvendo um conhecido político brasileiro, o vereador e ex-deputado federal Agnaldo Timóteo, foi a defesa feita por ele do turismo sexual. Sua manifestação grosseira, que beira a apologia de um crime que envergonha nosso país, está merecendo o rechaço formal do governo e das entidades de direitos humanos.

O terceiro episódio lamentável é a tentativa de incêndio de apartamentos em que moram 10 estudantes africanos na Universidade de Brasília (UnB), num ato que a comunidade acadêmica condenou e que o reitor classificou de "atentado terrorista" que revela a "alma racista" que sobrevive numa universidade que foi pioneira na implantação de cotas para estudantes negros.

Estes fatos desafiam a lei e o respeito humano em nosso país. A constatação de que houve uma injustiça histórica para com a comunidade de afrodescendentes não pode dar lugar a atitudes de retaliação com base em conceitos raciais.

A luta pela igualdade parte da idéia generosa de que os direitos são por definição universais, aplicáveis a todos, sem condições nem exceções, o que contraria qualquer privilégio ou discriminação em função de raça.

A divisão da sociedade por critérios raciais ou até pela cor da pele, perigosamente proposta por algumas organizações e aparentemente endossada pela ministra Matilde Ribeiro, não ajudará na luta contra os ódios, as discriminações e os preconceitos.

Grave também é o caso da UnB, felizmente repudiado por professores e alunos.

Manifestações de ódio racial com essa dimensão e essa gravidade, ocorrendo numa universidade da importância da de Brasília, contrariam não apenas o sentimento democrático do país, mas se opõem radicalmente ao grande sonho de Darcy Ribeiro, fundador da instituição, que queria vê-la na vanguarda das causas sociais e culturais e que sonhava dar ao país uma instituição radicalmente democrática e igualitária.

A defesa da igualdade de direitos e a luta contra qualquer idéia ou ato de discriminação e preconceito são deveres de quem quer uma sociedade justa, capaz de aperfeiçoar-se e de resgatar dívidas sociais históricas sem alimentar mais ódios e gerar mais tensões.







Fonte: DC

 Outras Notícias

14/12/2018 - CNT DEFENDE FIM DA JUSTIÇA DO TRABALHO E PEDE A BOLSONARO EXTINÇÃO DO TST

14/12/2018 - TEMPO UTILIZADO POR BANCÁRIA DO BRADESCO EM CURSOS DE TREINAMENTO SERÁ PAGO COMO HORAS EXTRAS

14/12/2018 - MINISTRO DO TRABALHO EM EXERCÍCIO É SUSPENSO APÓS OPERAÇÃO DA PF

13/12/2018 - UM TERÇO DOS TRABALHADORES EXERCE FUNÇÕES QUE ESTÃO AQUÉM DO SEU NÍVEL

13/12/2018 - LEI TRABALHISTA TEM QUE SE APROXIMAR DA INFORMALIDADE, DIZ BOLSONARO

13/12/2018 - PAULO GUEDES PÕE RELATOR DA NOVA LEI TRABALHISTA PARA TOCAR REFORMA DA PREVIDÊNCIA

12/12/2018 - ITAÚ É CONDENADO POR DISPOR DE VAGA DE GERENTE QUE AINDA NÃO HAVIA SIDO DEMITIDA

12/12/2018 - SANTANDER DEMITE BANCÁRIO QUE DEU A VIDA TODA PELO BANCO

11/12/2018 - BANCOS QUEREM REDUZIR LIMITE QUE CLIENTES PODEM SACAR EM DINHEIRO

11/12/2018 - NO BRASIL, MÃE RECEBE ATÉ 40% MENOS

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.