BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

13/03/2018 - A GREVE QUE ESCANCARA O BURACO DOS CORREIOS

 


A paralisação é motivada por mudanças no plano de saúde dos funcionários que envolvem a retirada de cobertura e a cobrança de mensalidades


Funcionários dos Correios entrarão em greve a partir desta segunda em todo o Brasil por tempo indeterminado. A paralisação é motivada principalmente por mudanças no plano de saúde dos funcionários que envolvem a retirada de cobertura de pais, cônjuges e filhos e a cobrança de mensalidades.


Em nota à imprensa, os Correios escancaram as dificuldades crescentes enfrentadas pela empresa. “A forma de custeio do plano de saúde dos Correios segue, agora, para julgamento pelo TST. A empresa aguarda uma decisão conclusiva por parte daquele tribunal para tomar as medidas necessárias, mas ressalta que já não consegue sustentar as condições do plano, concedidas no auge do monopólio, quando os Correios tinham capacidade financeira para arcar com esses custos.”


O mundo mudou, e os correios, uma das empresas mais antigas do país, ficaram para trás. A empresa busca há anos novas fontes de receita, mas ainda não conseguiu se reestruturar como um negócio de logística. Entre 2013 e 2017, teve prejuízos superiores a 6 bilhões de reais. Ano passado o governo chegou a sinalizar uma privatização ou abertura de capital da companhia, mas o plano ficou na gaveta como todo o pacote de concessões e privatizações do governo.


Para piorar, a empresa se vê às voltas com sucessivos problemas de eficiência. Os Correios não fazem concurso desde 2011, e realizaram sucessivos programas de demissões para reduzir custos. Faltam funcionários em muitas áreas. A empresa, por exemplo, nunca respondeu nenhuma das 45.000 reclamações feita contra ela no site Reclame Aqui.


Ainda assim, a conta continua não fechando. Na sexta-feira a Justiça suspendeu uma cobrança extra de 3 reais que a empresa pretendia fazer para entregar na cidade do Rio de Janeiro. Os Correios também tentaram aumentar o preço do frete para um de seus principais clientes, o site Mercado Livre, mas foram barrados por liminar na semana passada.


Ainda hoje só os Correios chegam a uma série de endereços isolados pela violência ou pela falta de infraestrutura. O Brasil precisa da empresa. Mas não do jeito que está.




Fonte: EXAME / FEEB PR

 Outras Notícias

14/12/2018 - CNT DEFENDE FIM DA JUSTIÇA DO TRABALHO E PEDE A BOLSONARO EXTINÇÃO DO TST

14/12/2018 - TEMPO UTILIZADO POR BANCÁRIA DO BRADESCO EM CURSOS DE TREINAMENTO SERÁ PAGO COMO HORAS EXTRAS

14/12/2018 - MINISTRO DO TRABALHO EM EXERCÍCIO É SUSPENSO APÓS OPERAÇÃO DA PF

13/12/2018 - UM TERÇO DOS TRABALHADORES EXERCE FUNÇÕES QUE ESTÃO AQUÉM DO SEU NÍVEL

13/12/2018 - LEI TRABALHISTA TEM QUE SE APROXIMAR DA INFORMALIDADE, DIZ BOLSONARO

13/12/2018 - PAULO GUEDES PÕE RELATOR DA NOVA LEI TRABALHISTA PARA TOCAR REFORMA DA PREVIDÊNCIA

12/12/2018 - ITAÚ É CONDENADO POR DISPOR DE VAGA DE GERENTE QUE AINDA NÃO HAVIA SIDO DEMITIDA

12/12/2018 - SANTANDER DEMITE BANCÁRIO QUE DEU A VIDA TODA PELO BANCO

11/12/2018 - BANCOS QUEREM REDUZIR LIMITE QUE CLIENTES PODEM SACAR EM DINHEIRO

11/12/2018 - NO BRASIL, MÃE RECEBE ATÉ 40% MENOS

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.