BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

09/10/2018 - MAIORIA DOS CANDIDATOS ALVO DA LAVA JATO NÃO SE ELEGERAM


Romero Jucá (MDB-RR), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e Lindbergh Farias (PT) estão entre os 41 investigados não aprovados pelas urnas (Matheus Lara)

A maior parte dos alvos da Operação Lava Jato que tentaram um novo mandato nas eleições de ontem fracassaram. Dos 77 nomes que ainda respondem a alguma investigação e se candidatam, 40 não tiveram sucesso. Entre os mais famosos estão o ex-líder do governo no Senado Romero Jucá (MDB-RR) e o ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB), que chegou a ser preso durante a campanha.

Outros nomes de destaque na política, como o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e o vice, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), também ficaram de fora.

Um dos casos mais emblemáticos é o Richa, ex-governador do Paraná, preso durante a campanha para o Senado. Ele era favorito a uma das vagas pelo Estado e acabou ficando de fora, na sexta posição, com 377,8 mil votos. A presidente cassada Dilma Rousseff (PT), que tentou se eleger para o Senado por Minas Gerais, também caiu nas intenções de voto durante a campanha e terminou a corrida em quarto lugar, com 2,7 milhões de votos.

O senador Romero Jucá (MDB-RR), que tem mandato na Casa desde 1994 , também não conseguiu se reeleger e ficou de fora por apenas 426 votos. Ministro do Planejamento de Michel Temer por 12 dias, ele deixou a pasta após a divulgação de áudios que sugeriam uma obstrução da Operação Lava Jato. Ele é réu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem dinheiro no Supremo Tribunal Federal.

Eleitos
Por outro lado, apesar da imagem arranhada com a citação de seus nomes em delações e suspeitas sobre envolvimento em escândalos de corrupção, 33 investigados foram eleitos. São 25 deputados federais, um estadual, cinco senadores e dois governadores. Além deles, três candidatos a governador (Antônio Anastasia, do PSDB-MG; Eduardo Paes, do DEM-RJ; e Helder Barbalho, do MDB-PA), além do presidenciável Fernando Haddad (PT), todos investigados, disputarão o segundo turno.

Entre os eleitos está o senador Aécio Neves (PSDB), investigado por suspeita de proprina da Odebrecht, que se candidatou a deputado federal por Minas Gerais. Ele recebeu mais de 106 mil votos. Presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, também citada na delação da Odebrecht e candidata à Câmara, foi a terceira mais votada do Paraná, com mais de 212 mil votos. Ciro Nogueira (PP-PI), Renan Calheiros (MDB-AL) e Jader Barbalho (MDB-PA), também conseguiram a reeleição. 




Fonte: TERRA / FEEB PR

 Outras Notícias

19/10/2018 - ABAIXO A DITADURA!

19/10/2018 - INSS REPASSOU R$ 5,8 MILHÕES DE FORMA INDEVIDA NO DF A PESSOAS MORTAS

19/10/2018 - PERDA DOS APOSENTADOS DO INSS EM RELAÇÃO AO SALÁRIO MÍNIMO CHEGA A 86,38% DESDE PLANO REAL DE 1994 A

19/10/2018 - 13º VAI INJETAR R$ 211,2 BILHÕES NA ECONOMIA, APONTA DIEESE

19/10/2018 - GOLPE COM BOLETO BANCÁRIO: CONHEÇA TRÊS FRAUDES COMUNS NA INTERNET

18/10/2018 - SINDICATO É LEGÍTIMO PARA PROPOR AÇÃO SOBRE INTERVALO PARA BANCÁRIOS DIGITADORES

18/10/2018 - ANS RETIRA SUSPENSÃO DO SAÚDE CAIXA

18/10/2018 - ITAÚ QUER TRANSFORMAR BANCO EM ALGO “COOL”

18/10/2018 - CONGRESSO DERRUBA VETO DE TEMER E LIBERA PISO DE R$ 1.550 PARA AGENTES DE SAÚDE

17/10/2018 - GOVERNO TEMER TEM APROVAÇÃO DE 5% E REPROVAÇÃO DE 74%, DIZ IBOPE

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.