BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

13/11/2018 - CENTRAIS SINDICAIS DEBATEM REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Em SP, sindicalistas falaram sobre modelo de capitalização da equipe de Bolsonaro (Larissa Quintino)

As centrais sindicais se reuniram nesta manhã (12) em um ato de defesa da Previdência Social. No encontro, houve exposição de sindicalistas chilenos sobre o modelo de capitalização do país, que é visto como modelo pela equipe econômica do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).

No próximo dia 22, os sindicalistas farão atos de panfletagem em defesa do modelo atual de Previdência em todos os estados. No dia 26, haverá protesto pela Previdência e contra o fim do Ministério do Trabalho nas superintendências estaduais e em frente ao prédio da pasta, em Brasília. O presidente eleito confirmou na semana passada a extinção do Ministério.

No modelo de capitalização, a aposentadoria é resultado da poupança do trabalhador. A proposta ainda não teve detalhes divulgados e deve ser apresentada no próximo ano. No entanto, Bolsonaro  pretende aprovar "alguma coisa" ainda este ano. O presidente eleito citou o aumento da idade mínima dos servidores como um ponto.

Segundo João Carlos Gonçalves, o Juruna, secretário-geral da Força Sindical, as centrais irão discutir permanentemente os movimentos feitos pelo novo governo sobre alterações na Previdência Social e perda de direitos.

Gonçalves diz que as centrais farão plenárias permanentes para discutir as novas propostas. Sobre a reforma proposta por Temer, que visa fixar a idade mínima em 62 anos para as mulheres e 65 anos para os homens, os sindicalistas enxergam que não há possibilidade do texto passar no Congresso ainda este ano.

Segundo Sérgio Nobre, secretário-geral da CUT (Central Única dos Trabalhadores) o modelo de capitalização adotado no Chile é "trágico" e pode ter efeitos semelhantes no Brasil.

"Eles tinham um modelo de Previdência muito parecido com o nosso, que trabalhadores mais novos contribuírem com o benefício dos mais velhos. Com a capitalização, o que se tem são idosos vivendo de favor. Nós somos contra qualquer mudança que tire direitos."

Além da CUT e da Força, participaram do evento a  CSB, CSP-Conlutas, CTB,, Intersindical, NCST, UGT e CGTB. 




Fonte: FOLHA.COM / FEEB PR

 Outras Notícias

15/02/2019 - BRASIL AINDA TERÁ LONGO CICLO DE DESEMPREGO, DIZ OIT

15/02/2019 - LUCRO DOS 4 MAIORES BANCOS BATE RECORDE, SOBE 20% E VAI A R$ 69 BILHÕES

15/02/2019 - ‘TODOS GANHARIAM SE O BB FOSSE PRIVATIZADO’

15/02/2019 - PREVIDÊNCIA DE BOLSONARO TEM TRANSIÇÃO MAIS DURA DO QUE PROJETO NA CÂMARA

15/02/2019 - BOLSONARO APROVOU IDADE MÍNIMA DE 65 ANOS PARA HOMEM E 62 PARA MULHER, DIZ SECRETÁRIO

15/02/2019 - HORÁRIO DE VERÃO TERMINA SOB AMEAÇA DE NÃO VOLTAR MAIS

14/02/2019 - CPI DEMONSTROU QUE A PREVIDÊNCIA SOCIAL NÃO É DEFICITÁRIA

14/02/2019 - BANCO DO BRASIL TEM LUCRO DE R$ 12,8 BILHÕES EM 2018

14/02/2019 - CAIXA, BB E PETROBRAS TERÃO ‘BRAÇOS CORTADOS’: VÃO COMEÇAR AS PRIVATIZAÇÕES

14/02/2019 - BOLSONARO DIZ QUE 'BATERÁ MARTELO' SOBRE PROPOSTA DA PREVIDÊNCIA NESTA QUINTA

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2019 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.