BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

05/04/2007 - CENTRAIS DEFENDEM CRIAÇÃO...

de empregos com qualidade.

As centrais sindicais vão entregar para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva um documento intitulado "Agenda dos Trabalhadores pelo Desenvolvimento", com propostas para o crescimento do país, melhora da distribuição de renda e principalmente da qualidade de empregos criados. "Não adianta discutir o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) nem fazer investimentos e conceder subsídios a setores sem olhar a questão da qualidade do emprego que está criado", disse Artur Henrique da Silva Santos, presidente da CUT, ao citar como exemplo o setor da construção civil.

Só no ano passado foi criado 1,22 milhão de empregos formais de acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho -a maior parte deles, segundo estudos de especialistas, com renda de no máximo de dois salários mínimos.

Resultado de 15 reuniões e 57 horas de trabalho entre representantes de sete centrais sindicais (CUT, Força Sindical, CGT, SDS, CAT, CGTB e Nova Central) e técnicos do Dieese, o documento será encaminhado também para parlamentares do Congresso Nacional.
João Carlos Gonçalves, secretário-geral da Força Sindical, destacou o combate ao trabalho informal e o fortalecimento das negociações coletivas como pontos importantes do documento.

"Criticamos o modelo econômico adotado porque não é esse modelo que vai gerar crescimento nem emprego de qualidade", afirma Antonio Carlos dos Reis, presidente da CGT.

Constam ainda na agenda dos trabalhadores reivindicações históricas das centrais, como redução da jornada de 44 horas para 40 horas semanais (sem redução salarial) e medidas para impor limites às horas extras. As centrais também defendem medidas para melhorar educação, saúde e habitação no país, com políticas que levem em conta o crescimento do país sem impactos negativos ao ambiente.


Fonte: FOLHA DE SÃO PAULO

 Outras Notícias

18/07/2018 - DIFERENÇA DE TARIFA ENTRE BANCOS CHEGA A 260%

18/07/2018 - DÍVIDA DE APOSENTADOS COM EMPRÉSTIMO SOBE R$ 39 MI POR DIA

18/07/2018 - ITAÚ CHEGA AO MERCADO DE MAQUININHAS DE CARTÃO

18/07/2018 - COMO USAR AS NOVAS REGRAS DO CHEQUE ESPECIAL PARA SAIR DO VERMELHO

18/07/2018 - PAGAMENTO DO 13º DE APOSENTADOS COMEÇA EM AGOSTO; VEJA O CALENDÁRIO DO INSS

17/07/2018 - SÓ SINDICALIZADOS PODEM RECEBER BENEFÍCIOS DE ACORDO COLETIVO

17/07/2018 - TRÊS INSTITUIÇÕES LIDERAM RANKING DE RECLAMAÇÕES CONTRA BANCOS

17/07/2018 - PAÍS DEIXA DE CRIAR 80% DAS VAGAS DE TRABALHO PREVISTAS

17/07/2018 - PF DIZ QUE EX-MINISTRO DO TRABALHO ERA ‘FANTOCHE DOS CACIQUES DO PTB’

17/07/2018 - GOVERNO ANTECIPA METADE DO 13º DOS APOSENTADOS PARA AGOSTO

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.