BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

09/04/2007 - MAIS TRABALHO, RENDA MENOR

Expansão anêmica faz País criar cargos de baixo salário.

Quase 50% dos trabalhadores empregados no País desempenham mais de uma atividade no mercado de trabalho ou fazem hora extra para compensar a queda da renda. Pressionados pelo aumento dos gastos, mais de 32 milhões de trabalhadores cumprem jornada superior às 44 horas semanais previstas na Constituição, enquanto outros 4,2 milhões têm duas ou mais ocupações.Entre os aposentados e pensionistas, 6,6 milhões continuam na ativa.

Os números são de um levantamento feito pelo professor Márcio Pochmann, do Centro de Estudos de Economia Sindical e do Trabalho, da Universidade de Campinas (Unicamp), com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE.
Entre 1999 e 2005 (último dado disponível), a quantidade de brasileiros que exercem o chamado sobretrabalho passou de 37,7 milhões para 42,8 milhões – um salto de 13,5%, equivalente ao acréscimo de 5,1 milhões de pessoas. Em 2005, existiam 87,1 milhões de ocupados em todo o País.

A pressão sobre o mercado de trabalho é crescente. Além do avanço do desemprego, que atingia 8,9 milhões de brasileiros em 2005, ante 7,6 milhões em 1999, também cresceu o número de pessoas que estavam empregadas mas procuravam outra ocupação. Passou de 5,6 milhões para 8,8 milhões , o que representa aumento de 57% entre os dois períodos. "Os números refletem uma mudança na estrutura de ocupação brasileira”, afirma Pochmann. “O crescimento anêmico da economia gera empregos de baixa remuneração, o que obriga as pessoas a trabalharem mais para conseguir uma renda satisfatória.”

Para Clemente Ganz Lúcio, diretor-técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), os trabalhadores são obrigados a montar estratégias de ocupação para ter uma renda que atenda às suas necessidades básicas, em função dos baixos salários.


Fonte: A NOTÍCIA

 Outras Notícias

15/01/2019 - BOLSONARO ASSINA NESTA TERÇA-FEIRA DECRETO SOBRE POSSE DE ARMAS, INFORMA CASA CIVIL

15/01/2019 - DEFASAGEM NA TABELA DO IMPOSTO DE RENDA CHEGA A 95,46%

15/01/2019 - PEC 300: A NOVA AMEAÇA AOS DIREITOS TRABALHISTAS

14/01/2019 - OPERADORES DO DIREITO CONVOCAM ATO NACIONAL EM DEFESA DA JUSTIÇA DO TRABALHO

14/01/2019 - VEJA PROFISSÕES QUE ESTARÃO EM ALTA EM 2019, SEGUNDO EMPRESAS DE RECRUTAMENTO

14/01/2019 - BRADESCO MUDA ALTA CÚPULA E REDUZ NÚMERO DE VICE-PRESIDENTES

14/01/2019 - CAIXA CORTARÁ RECURSOS DE GRANDES EMPRESAS E FOCARÁ AÇÕES

11/01/2019 - CAIXA ECONÔMICA FEDERAL É A NOVA DONA DA ÚLTIMA PRAIA DESERTA DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ

11/01/2019 - NOVO REGIME DE APOSENTADORIA SERÁ VOTADO À CLASSE MÉDIA

11/01/2019 - O QUE ESPERAR DO BANCO DO BRASIL SOB NOVA DIREÇÃO?

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2019 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.