BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

09/04/2007 - BANCO DO BRASIL DEIXA DE PAGAR A...

PREVI POR SOBRA DE RECURSOS.

O Banco do Brasil (BB) informou na última quinta-feira que fechou acordo com entidades representativas dos funcionários do banco para suspender as contribuições mensais de ambos à Previ.

A justificativa é o elevado superávit do fundo de pensão, que somava cerca de R$ 34,8 bilhões ao final do ano passado. Os ativos totais da Previ ao final do ano passado atingiram a casa de R$ 100 bilhões.
O superávit de um fundo de pensão significa que, considerando as tábuas atuariais e a projeção de gastos com pagamento de aposentadorias ao longo do tempo, existem mais recursos disponíveis do que despesas previstas.

A medida, que ainda precisa ser aprovada pela Previ, deve gerar uma economia anual de R$ 325 milhões ao Banco do Brasil com despesas de pessoal. A mesma quantia será economizada pelos funcionários como um todo.

O banco explica que o resultado líquido não será afetado pelo acordo, porque a redução de despesas com pessoal com a suspensão da contribuição da Previ será compensada por um gasto maior com a reestruturação do plano de saúde dos funcionários do BB: a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi).

O elevado superávit da Previ já tinha permitido a redução das contribuições do BB e dos funcionários em 40% em meados do ano passado. Agora, as partes optaram pela suspensão total do pagamento.

Em um caso extremo, se ainda assim os ativos da Previ continuarem a se valorizar acima da previsão de gastos com as aposentadorias, o fundo de pensão pode até ter que devolver recursos aos funcionários e para o BB.

De acordo com o banco, a suspensão vale por 12 meses e será revisada ao término desse prazo, conforme estiverem as contas do fundo na época.

Ainda que seja aprovada pelo Conselho Deliberativo da Previ, a medida deve sofrer resistência de alguns participantes. Durante a última eleição para o comando do maior fundo de pensão do País, algumas chapas de oposição argumentavam que o superávit da Previ estava inflado pelo bom momento da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

Ou seja, como a Previ tem cerca de 60% dos ativos aplicados em renda variável, uma queda acentuada no preço das ações poderia acabar ou reduzir significativamente a sobra de recursos que os balanços revelam existir atualmente.


Fonte: DCI

 Outras Notícias

21/02/2019 - GOVERNO DIZ QUE TEXTO SOBRE MILITARES SERÁ ENTREGUE EM 30 DIAS

21/02/2019 - PEDRO GUIMARÃES ANUNCIA PRIVATIZAÇÕES NA CAIXA

21/02/2019 - IMPACTO DE REFORMA TRABALHISTA SOBRE GERAÇÃO DE EMPREGO CONTINUA INCERTO

21/02/2019 - PROPOSTA PREVÊ GATILHO DE AUMENTO DA IDADE MÍNIMA

21/02/2019 - COM A REFORMA, QUANTO TEMPO MAIS O SEGURADO TERÁ DE CONTRIBUIR?

21/02/2019 - APOSENTADO PODE PERDER MULTA DE 40% DO FGTS SE CONTINUAR TRABALHANDO

21/02/2019 - REFORMA DA PREVIDÊNCIA: ENTENDA A PROPOSTA PONTO A PONTO

20/02/2019 - UM ANO PERDIDO, PIB APONTA AVANÇO DE APENAS 1,1% NA ECONOMIA EM 2018

20/02/2019 - REFORMA DE BOLSONARO DEVE EXIGIR 40 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO PARA APOSENTADORIA INTEGRAL

20/02/2019 - FORD ANUNCIA FECHAMENTO DE SUA FÁBRICA EM SÃO BERNARDO DO CAMPO

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2019 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.