BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

09/04/2007 - ARGENTINA TEM DIA DE GREVE GERAL E...

PROTESTOS.

Confrontos na semana passada deixaram um morto.
As duas centrais sindicais da Argentina convocaram uma greve para esta segunda-feira, em protesto contra a morte do professor Carlos Fuentealba, na semana passada.
Fuentealba, de 41 anos, tinha sido ferido na cabeça, pela polícia, durante manifestação de professores, na província de Neuquén, no sul do país.

A paralisação nacional incluirá professores da rede pública e particular, que suspenderão suas atividades durante 24 horas.

Motoristas de ônibus, metrô e trens, bancários e servidores do setor judicial, entre outros, vão parar entre 12 e 14h (hora local e em Brasília).

Eleições

Além da greve, as centrais sindicais e outros movimentos sociais marcaram passeatas em Buenos Aires e em outros pontos do país.

Na província de Neuquén, professores realizaram protestos durante todo o fim de semana e confirmaram passeata para esta segunda-feira.

Em artigo no jornal La Nación, o analista Joaquín Morales Sola disse que, neste ano de eleições presidenciais, marcadas para outubro, a morte de Fuentealba “acabou entrando no debate da campanha eleitoral”.

O governador da província de Neuquén, Jorge Sobisch, é pré-candidato presidencial e adversário político do presidente Nestor Kirchner, que o responsabilizou, através de assessores, pela morte do professor.

Reajuste

A tragédia e a queda-de-braço ocorrem quando professores de diferentes províncias protestam por ajustes salariais.

Além de Neuquén, cinco das 21 províncias do país vivem dias de protesto de professores, apesar de eles receberem salários diferentes por região.

As manifestações são registradas em Salta e Chaco, no norte da Argentina, La Rioja, no noroeste, e Terra do Fogo e Santa Cruz, também na Patagônia.

Nas últimas horas, além das manifestações na porta dos palácios provinciais, os professores passaram a interromper o trânsito nas estradas.

Marcia Carmo
De Buenos Aires


Fonte: BBC.BRASIL

 Outras Notícias

16/11/2018 - DESEMPREGO CAI PARA 11,9%, MAS AINDA ATINGE 12,5 MILHÕES DE BRASILEIROS

16/11/2018 - DESEMPREGO É MAIOR ENTRE NORDESTINOS, MULHERES E NEGROS, DIVULGA IBGE

14/11/2018 - LUCRO LÍQUIDO DO BANRISUL SOBE 31,6% NO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2018

14/11/2018 - GILMAR MENDES TRAVA PAGAMENTO DE AÇÕES NA JUSTIÇA DE PLANOS ECONÔMICOS

14/11/2018 - COMO O PT ‘APARELHOU’ O BANCO DO BRASIL

13/11/2018 - CENTRAIS SINDICAIS DEBATEM REFORMA DA PREVIDÊNCIA

13/11/2018 - BOLSONARO E O DESEMPREGO

13/11/2018 - CAIXA ECONÔMICA CONFIRMA QUE DECISÃO DO STF SOBRE FGTS NÃO GERA DIREITOS EM 2018

13/11/2018 - AUTÔNOMO TEM DE GANHAR O DOBRO DE TRABALHADOR CLT PARA MANTER PADRÃO

13/11/2018 - GOVERNO DE BOLSONARO VAI PROMOVER CORTE DE CARGOS EM BANCOS ESTATAIS

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.