BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

19/04/2007 - CCJ APROVA PROEJTO QUE ALTERA LEI DE...

LAVAGEM DE DINHEIRO.

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou na quarta-feira (18.04) alterações na Lei nº 9.613/98 - também conhecida como Lei de Lavagem de Dinheiro. A matéria determina, entre outras mudanças, que qualquer caso de ocultação e dissimulação de valores de origem ilícita seja tipificado como crime de lavagem de dinheiro.

Atualmente, somente se enquadra nesse tipo de crime os casos listados no artigo 1º dessa lei: tráfico ilícito de entorpecentes; terrorismo e seu financiamento; contrabando ou tráfico de armas, munições ou material destinado à sua produção; extorsão mediante seqüestro; crimes contra a administração pública e contra o sistema financeiro nacional; crimes praticados por organização criminosa; e crimes praticados por particular contra administração pública estrangeira.

O relator da matéria, Senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), disse que a alteração da tipificação do crime de lavagem de dinheiro "iguala nossa legislação à de países como os Estados Unidos, México, Suíça, França e Itália, entre outros, pois passaremos de uma legislação de segunda geração, ou seja, com rol fechado de crimes antecedentes, para uma de terceira geração, com rol aberto".

O texto aprovado pela Comissão foi um substitutivo ao PLS nº 209/03, de autoria do Senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que tramita juntamente com os PLS nºs 225/06, 48/05 e 193/06. O relator afirmou que as alterações buscam dar mais eficiência à detecção desses crimes.

Vasconcelos lembrou que a proposta já havia sido aprovada na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Casa, justamente na forma do substitutivo agora referendado pela CCJ.

- E a redação consolidada traz conteúdos de todos os projetos anexados - declarou o parlamentar.

Além das alterações citadas, o relator citou o artigo que torna os crimes em questão são inafiançáveis; o que permite o julgamento à revelia do réu; e o que não foca o bem específico (de origem ilícita) para fins de confisco, mas o valor do ganho criminoso.

O Senador Pedro Simon (PMDB-RS), que havia sido o relator da matéria na CAE, defendeu a sua aprovação e disse que "nunca tivemos uma legislação como esta que estamos votando". A matéria ainda terá de ser votada no Plenário do Senado.


Fonte: AGÊNCIA SENADO

 Outras Notícias

16/11/2018 - DESEMPREGO CAI PARA 11,9%, MAS AINDA ATINGE 12,5 MILHÕES DE BRASILEIROS

16/11/2018 - DESEMPREGO É MAIOR ENTRE NORDESTINOS, MULHERES E NEGROS, DIVULGA IBGE

14/11/2018 - LUCRO LÍQUIDO DO BANRISUL SOBE 31,6% NO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2018

14/11/2018 - GILMAR MENDES TRAVA PAGAMENTO DE AÇÕES NA JUSTIÇA DE PLANOS ECONÔMICOS

14/11/2018 - COMO O PT ‘APARELHOU’ O BANCO DO BRASIL

13/11/2018 - CENTRAIS SINDICAIS DEBATEM REFORMA DA PREVIDÊNCIA

13/11/2018 - BOLSONARO E O DESEMPREGO

13/11/2018 - CAIXA ECONÔMICA CONFIRMA QUE DECISÃO DO STF SOBRE FGTS NÃO GERA DIREITOS EM 2018

13/11/2018 - AUTÔNOMO TEM DE GANHAR O DOBRO DE TRABALHADOR CLT PARA MANTER PADRÃO

13/11/2018 - GOVERNO DE BOLSONARO VAI PROMOVER CORTE DE CARGOS EM BANCOS ESTATAIS

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.