BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

23/04/2007 - NECESSIDADE DE PRESERVAÇÃO

Questão crucial para a humanidade, seja para o presente ou futuro, a conciliação entre preservação do meio ambiente e desenvolvimento econômico será eternamente um tema controverso e uma equação de difícil solução. Como demonstrou A Notícia na edição de domingo, a oposição entre a economia e a ecologia é cada vez mais acirrado. E mesmo com o reforço do aparato legal, o meio ambiente vem perdendo a batalha, com a possibilidade de aquecimento global e a comprovada destruição de recursos naturais.

Décadas de desleixo com o meio ambiente estão cobrando oseu preço. Se a sociedade não quiser pagar uma conta ainda mais cara, precisará compreender a necessidade de preservação.

Se em países com desenvolvimento econômico e social bem mais acentuado a polêmica entre preservação e desenvolvimento é acirrada, não é surpresa que no Brasil, com tamanhas demandas, ganhe destaque. Só que não é necessário, para promover seu desenvolvimento, o País desconhecer todos os benefícios que a proteção dos recursos naturais pode trazer para a sociedade. Todos sabem que os ganhos apressados no presente serão um tormento no futuro. Além de esgotar as possibilidades de as futuras gerações explorarem os recursos naturais.

Claro que a necessidade de preservação não pode ser automaticamente confundida com a pressão da burocracia. Os órgãos ambientais precisam interagir e a competência de licenciamento ficar bem clara aos empreendedores, assim como as regras para os novos empreendimentos. Hoje, os órgãos ambientais são os maiores alvos das ações apresentadas pelo Ministério Público. O aparato legal, de resto como ocorre em outros terrenos no País, não é claro, transformando-se em campo fértil para equívocos, omissões e burocracia, representada pelas demoras na concessão – ou mesmo negativa – de licenciamentos ambientais. Some-se a isso a dificuldade de fiscalização, que dá a muitos a impressão de perseguição a quem é punido.

Tais dificuldades não podem mitigar a necessidade da sociedade em preservar o meio ambiente. Se existem questões a ser aprimoradas, especialmente na concessão de licenciamentos ambientais, que sejam feitos todos os esforços para as melhorias.

A legislação ambiental permite, sim, o desenvolvimento econômico do País, mas há a cobrança por sustentabilidade. Décadas de desleixo com o meio ambiente estão cobrando seu preço. Se a sociedade não quiser pagar uma conta ainda mais cara, precisará compreender a necessidade de preservação.


Fonte: A NOTÍCIA

 Outras Notícias

19/09/2018 - REFORMA TRABALHISTA: 78,4% DOS POSTOS CRIADOS SÃO INTERMITENTES OU PARCIAIS

19/09/2018 - CAIXA DEVE LANÇAR NOVO PDV EM NOVEMBRO

19/09/2018 - CADE INVESTIGA BANCOS POR SUPOSTAMENTE PREJUDICAREM CORRETORAS DE CRIPTOMOEDAS

19/09/2018 - NÚMERO DE GREVES NO BRASIL CAIU 25% EM 2017, APONTA DIEESE

19/09/2018 - VISA E MASTERCARD IRÃO PAGAR US$ 6,2 BI EM PROCESSO SOBRE TAXAS DE CARTÕES

18/09/2018 - CORRENTISTA DE BAIXA RENDA USA MAIS DINHEIRO VIVO NAS TRANSAÇÕES

18/09/2018 - CINCO MILHÕES PRECISAM IR À CAIXA OU AO BB SACAR PIS/PASEP; PRAZO É DIA 28

18/09/2018 - REFORMA TRABALHISTA: 78% DAS VAGAS SÃO INTERMITENTES E PARCIAIS

18/09/2018 - BANCO COM MAIS MULHERES NA CHEFIA TEM MELHORES RESULTADOS, DIZ FMI

18/09/2018 - ASSINADO ADITIVO SANTANDER AO CCT NESTA SEGUNDA

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.