BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

23/04/2007 - QUEDA CONTÍNUA DA SELIC

A queda gradativa e continuada da taxa Selic desde meados de 2005 é muito mais importante do que a magnitude dos cortes promovidos pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) desde então. Foram 7,25 pontos percentuais de cortes nos juros. A taxa, que era de 19,75% ao ano, hoje está em 12,50% e, o que é melhor, com tendência de queda durante todo esse ano e também no próximo.

É preciso comemorarmos a menor taxa de juros de todos os tempos e projetarmos um futuro promissor para a economia

Entendo os motivos que levaram o Copom a optar pelo corte de apenas 0,25 ponto percentual na taxa Selic na última reunião do colegiado. Mesmo com as projeções de inflação em declínio, o temor em relação a uma nova crise financeira internacional, desencadeada pela China e por uma possível recessão nos Estados Unidos, é um real motivo de preocupação. Mesmo o Brasil estando bem mais protegido de crises internacionais do que em outros tempos.

Se levássemos em conta somente os indicadores macroeconômicos, como a persistência de uma taxa de inflação abaixo da meta e a divulgação do PIB de 2007 bastante fraco, a expectativa seria de um corte mais forte, quem sabe de 0,5 ponto percentual ou até maior. Mesmo com inflação baixa e produto interno abaixo das necessidades do País, um corte de maior magnitude na Selic, nesse momento, seria precipitado.

Considero acertada a política monetária adotada, até então, pelo Banco Central. É plausível que a taxa de juros continue caindo, mas não de forma tão contundente como reivindicam vários setores da sociedade. A complexidade da economia mundial desde o início da era da globalização não permite movimentos tão bruscos, sob pena de haver certo descontrole em algum momento.

O Brasil hoje está muito mais fortificado para atravessar crises econômicas internacionais. Então que se continue com a política que vem dando tão certo. Nossos indicadores provam isso a cada dia. Por tudo isso, em vez de ficarmos usando o retrovisor, que nos mostra PIBs muito fracos no passado, é preciso comemorarmos a menor taxa de juros de todos os tempos e usarmos a lanterna para projetarmos um futuro promissor para a economia desse País, que nunca apresentou um embasamento tão forte para crescer durante longos anos.

Mais uma vez, dou crédito à equipe econômica desse governo e convoco a sociedade a seguir coesa na obtenção de um crescimento econômico maior nos próximos anos, que permita empregar mais brasileiros e elevar o padrão de vida da nossa sociedade como um todo. Chega de soluções mágicas que nunca promoveram avanços sociais duradouros.

Precisamos apostar numa política econômica construída dia após dia, com muito trabalho e seriedade.

José Arthur Assunção, vice-presidente da Associação das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi) e diretor da ASB Financeira


Fonte: A NOTÍCIA

 Outras Notícias

11/12/2018 - BANCOS QUEREM REDUZIR LIMITE QUE CLIENTES PODEM SACAR EM DINHEIRO

11/12/2018 - NO BRASIL, MÃE RECEBE ATÉ 40% MENOS

07/12/2018 - IMPOSTÔMETRO BATE R$ 2,2 TRILHÕES PELA PRIMEIRA VEZ, DIZ ASSOCIAÇÃO COMERCIAL

07/12/2018 - NO BRASIL, 20% MAIS RICOS RECEBEM 40% DOS GASTOS COM PREVIDÊNCIA

07/12/2018 - REFORMA DA PREVIDÊNCIA SERÁ FATIADA

07/12/2018 - CVM ACUSA ITAÚ E DIRETORES DO BANCO DE OPERAÇÕES IRREGULARES NA BOLSA

07/12/2018 - EM DOIS ANOS, BRASIL PERDEU MAIS DE 2,3 MILHÕES DE POSTOS DE TRABALHO FORMAL

07/12/2018 - BOLSONARO DIZ QUE É PRECISO MUDAR 'O QUE FOR POSSÍVEL' NA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA

07/12/2018 - BOLSONARO QUER VOTAR REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO 1º SEMESTRE DE 2019

07/12/2018 - BANCÁRIA GESTANTE É REINTEGRADA NO ITAÚ

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.