BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

02/05/2007 - BB DEVE INCORPORAR BESC ESTE MÊS

Aposta é do governo de SC, que vai a Brasília amanhã.

Os termos técnicos e as cláusulas do contrato da incorporação do Banco do Estado de Santa Catarina (Besc) ao Banco do Brasil serão definidos em Brasília, na reunião de amanhã, entre os secretários estaduais de Articulação e Coordenação, Ivo Carminatti, e da Fazenda, Sérgio Alves, com técnicos do Tesouro nacional, órgão do Ministério da Fazenda.

O governador Luiz Henrique da Silveira também deverá participar da negociação. O que já está acertado é a manutenção da marca e a atual capilaridade (número de agências e postos de atendimento no Estado) do Besc, federalizado desde 2000. “O contrato será assinado ‘sem dúvida’, até o fim do mês”, aposta Carminatti.

A negociação financeira da transação (contas salários e de fornecedores), de R$ 350 milhões, deve ser resolvida amanhã. O Estado de Santa Catarina deseja receber R$ 210 milhões no ato da assinatura e os R$ 140 milhões restantes em seis meses. O Tesouro nacional propõe pagamento desta parte em dez meses.

A principal moeda de troca do Estado no negócio é o apetite que o BB tem para ficar com as operações de crédito imobiliário da instituição federalizada.

Principalmente, porque a ampliação dos negócios no segmento de crédito imobiliário é a prioridade dos bancos privados e que mais tende a crescer. Isso se dará no embalo do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), impulsionando a atividade da construção civil.

Carminatti diz que o dinheiro já tem destino certo: tudo irá para investimentos e não para pagamento de dívidas. Do total, R$ 50 milhões serão aplicados em segurança pública, R$ 10 milhões em obras e serviços nas áreas de saúde e educação. Outra parcela irá para obras de pavimentação em 25 municípios. O restante vai ser utilizado no projeto de recuperação da ponte Hercílio Luz, na Capital.

O governador também deve participar da próxima rodada da negociação, marcada para o dia 8, desta vez com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Será a primeira vez que LHS vai conversar com o chefe da Fazenda depois do encontro com o presidente Lula, no dia 12 de abril, quando pediu agilidade da União para resolver o caso do Besc.

Valor pode chegar a R$ 1 bilhão

Os R$ 350 milhões que o governo do Estado espera receber pelas contas salários e de fornecedores na negociação de incorporação do Besc pelo Banco do Brasil são apenas parte da transação que pode render até R$ 1 bilhão para Santa Catarina. O valor restante será a diferença entre os R$ 534 milhões pagos pela União quando o banco foi federalizado, em 2000, e o que for pago pelo BB para arrematar o Besc.

Com o saneamento do antigo banco estadual dos últimos seis anos de gestão federal, a expectativa é de que o ágio seja significativo.

No entanto, essa diferença não irá para os cofres do Estado. Está acertado que todo o valor pago pelo BB que ultrapassar os R$ 534 milhões vai ser descontado da dívida catarinense com a União – hoje avaliada em 9 bilhões.

Em 2000, o valor pago pela federalização também foi descontado da dívida, que atualmente faz o Estado pagar R$ 80 milhões mensais à União. Para chegar no valor final do negócio, toda a estrutura do Besc vai ser avaliada.

Bescri é um dos principais atrativos

DIEGO ROSA

O Banco do Brasil tem planos, com a incorporação do Besc, de impulsionar um braço da instituição catarinense parado desde 1999. O Bescri, direcionado ao crédito imobiliário, se encaixa ao novo projeto de financiamento do banco federal. Neste ano, o BB começou a operar com linhas de financiamento para compra de casa própria. As primeiras ofertas foram abertas em fevereiro nas agências de Brasília. No dia 15 de março, o crédito foi estendido para Santa Catarina, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.

O gerente de mercado do BB no Estado, Alexandre Vitoreti, disse que até agora foi assinado apenas um contrato, no valor de R$ 18 mil, para a compra de um imóvel em Urubici, na região serrana. “Temos 20 propostas em análise. Elas representam R$ 2 milhões em financiamento. A procura é boa”, comentou.

Ao assumir o Besc, o Banco do Brasil reativa essa linha do Bescri, que administra ainda uma vigorosa poupança de R$ 1,6 bilhão - a 10ª do País. Isso daria um gás à proposta do BB em ampliar os contratos nesse segmento.

“A estabilidade econômica do País e as taxa de juros em queda representam boas perspectivas para esse tipo de modalidade e outras linhas, como crédito consignado”, opinou o analista de risco da corretora paulista Austin Rating, Luís Miguel Sampacrew.

Em 2000, com a federalização da administração do Besc, os empréstimos imobiliários foram deixados de lado. Há sete anos não são assinados novos contratos. O Bescri administra os 2.226 financiamentos feitos até 1999, com prazo de 20 anos para pagar. O volume corresponde a R$ 73,36 milhões. Esse valor não representa a realidade da década de 80, quando o Bescri atendeu a mais de 30 mil financiamentos. Nos anos 90, essa linha entrou em declínio junto com a saúde financeira da instituição.

diego.rosa@an.com.br

CLAUDIO LOETZ
Colunista de Economia


Fonte: A NOTÍCIA

 Outras Notícias

19/07/2018 - REFORMA TRABALHISTA SEGUE PROPAGANDA ENGANOSA NO PAÍS SEM CARTEIRA ASSINADA

18/07/2018 - DIFERENÇA DE TARIFA ENTRE BANCOS CHEGA A 260%

18/07/2018 - DÍVIDA DE APOSENTADOS COM EMPRÉSTIMO SOBE R$ 39 MI POR DIA

18/07/2018 - ITAÚ CHEGA AO MERCADO DE MAQUININHAS DE CARTÃO

18/07/2018 - COMO USAR AS NOVAS REGRAS DO CHEQUE ESPECIAL PARA SAIR DO VERMELHO

18/07/2018 - PAGAMENTO DO 13º DE APOSENTADOS COMEÇA EM AGOSTO; VEJA O CALENDÁRIO DO INSS

17/07/2018 - SÓ SINDICALIZADOS PODEM RECEBER BENEFÍCIOS DE ACORDO COLETIVO

17/07/2018 - TRÊS INSTITUIÇÕES LIDERAM RANKING DE RECLAMAÇÕES CONTRA BANCOS

17/07/2018 - PAÍS DEIXA DE CRIAR 80% DAS VAGAS DE TRABALHO PREVISTAS

17/07/2018 - PF DIZ QUE EX-MINISTRO DO TRABALHO ERA ‘FANTOCHE DOS CACIQUES DO PTB’

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.