BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

11/05/2007 - PRESIDENTE DA CUT CRITICA FÓRUM

E MARINHO REAGE.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Arthur Henrique da Silva Santos, fez ontem duras críticas ao Fórum Nacional da Previdência Social, que, segundo ele, está ´com uma visão muito fiscalista´, preocupado apenas em reduzir as despesas para melhorar as contas previdenciárias. ´Queremos olhar a questão pelo lado das receitas, pois a saída é a inclusão de mais pessoas no sistema previdenciário´, disse.

O ministro da Previdência Social, Luiz Marinho, que já foi presidente da CUT, respondeu às críticas em tom áspero. Marinho disse que, em primeiro lugar, a avaliação de Arthur Henrique de que o governo está preocupado em encontrar soluções para as contas previdenciárias era ´uma desinformação´. ´O Fórum é para olhar o horizonte de longo prazo e não para o curto prazo´, afirmou. ´Queremos estabelecer regras para nossos filhos e netos.´

A proposta do presidente da CUT foi a de que o governo busque a inclusão na Previdência de 3% dos trabalhadores que não possuem carteira assinada. Para Arthur Henrique, a receita cresceria R$ 3 bilhões, o que equilibraria as contas. Para a CUT, o déficit é de R$ 4 bilhões, e não os R$ 45 bilhões oficiais.

Marinho disse que a sugestão do presidente da CUT ´faz parte da obviedade´ e que o governo vem lutando pela inclusão de mais trabalhadores na Previdência, como mostram os números de aumento do emprego formal. O ministro ironizou até mesmo a sugestão da inclusão de 3% dos trabalhadores. ´Se isso fosse tão simples assim alguém já teria feito.´

Para ampliar a inclusão previdenciária, Arthur Henrique defendeu que o governo estabeleça a obrigatoriedade das empresas que recebem financiamento oficial no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de contratar trabalhadores com carteira assinada. ´Que eu saiba, a lei obriga as empresas a registrar os trabalhadores´, rebateu Marinho. O presidente da CUT quer também reduzir os encargos sobre a folha de salários. ´Vamos discutir essa questão´, disse Marinho.

Comentário do sindicato: Esse pessoal da CUT não toma jeito, estão sempre se degladiando... Não apresentam nada de positivo a sociedade. Semeiam discórdia e desvirtuam o papel do movimento sindical.



Fonte: O ESTADO DE SÃO PAULO

 Outras Notícias

16/11/2018 - DESEMPREGO CAI PARA 11,9%, MAS AINDA ATINGE 12,5 MILHÕES DE BRASILEIROS

16/11/2018 - DESEMPREGO É MAIOR ENTRE NORDESTINOS, MULHERES E NEGROS, DIVULGA IBGE

14/11/2018 - LUCRO LÍQUIDO DO BANRISUL SOBE 31,6% NO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2018

14/11/2018 - GILMAR MENDES TRAVA PAGAMENTO DE AÇÕES NA JUSTIÇA DE PLANOS ECONÔMICOS

14/11/2018 - COMO O PT ‘APARELHOU’ O BANCO DO BRASIL

13/11/2018 - CENTRAIS SINDICAIS DEBATEM REFORMA DA PREVIDÊNCIA

13/11/2018 - BOLSONARO E O DESEMPREGO

13/11/2018 - CAIXA ECONÔMICA CONFIRMA QUE DECISÃO DO STF SOBRE FGTS NÃO GERA DIREITOS EM 2018

13/11/2018 - AUTÔNOMO TEM DE GANHAR O DOBRO DE TRABALHADOR CLT PARA MANTER PADRÃO

13/11/2018 - GOVERNO DE BOLSONARO VAI PROMOVER CORTE DE CARGOS EM BANCOS ESTATAIS

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.