BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

14/05/2007 - PAULO MALUF PEDE AJUDA...

Deputado busca apoio político contra a prisão.

O deputado federal Paulo Maluf (PP) iniciou uma batalha jurídica e política dentro do governo para tentar anular o pedido de prisão provisória expedido pela Justiça de Nova York, que o torna um procurado pela polícia em 184 países. O ex-prefeito de São Paulo alega que, como representante do Congresso Nacional, não pode ter seu direito de ir e vir impedido pelos EUA.

Maluf foi indiciado no início de março pela Promotoria Distrital de Nova York por lavagem de dinheiro. Ele foi acusado pela movimentação ilegal de US$ 11,6 milhões (equivalente a R$ 24 milhões) em uma conta do Safra National Bank, de Nova York, para legalizar recursos que teriam sido desviados das obras da avenida Água Espraiada e do túnel Ayrton Senna – realizadas em seu governo.

Com o pedido de prisão, seu nome foi incluído pela Interpol, a polícia internacional, na chamada lista de difusão vermelha. Compartilhada pelos 184 países membros da Interpol, a lista contém nomes de criminosos procurados pelo mundo, como o do terrorista Osama Bin Laden.

Sob o argumento de ter prerrogativas parlamentares, Maluf quer que o Congresso e o governo brasileiro tomem providências. Em documento encaminhado ao presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), o ex-prefeito sustenta que sua prisão em caráter provisório representa “gravíssimo ataque ao parlamento nacional e à soberania do Brasil”. Em tese defendida pelo advogado José Roberto Batochio, Maluf usa a Constituição Federal para pedir a interferência diplomática do governo brasileiro no caso.

Mostrando que não perdeu a força política e usando o bom trânsito que seu partido tem no governo Lula, o ex-prefeito já conseguiu que seu pedido fosse encaminhado por Chinaglia ao ministro da Justiça, Tarso Genro, e ao ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim.

O deputado sustenta em sua defesa que deixou a Prefeitura de São Paulo em 1996 e teve suas contas “aprovadas com louvor pelo Tribunal de Contas”. Ele garante que “não tem e nunca teve conta no exterior.”

Comentário do Sindicato: É muito cara de pau...é um deboche aos brasileiros de bem...só os eleitores desse político para suportar tamanho descalabro...


Fonte: A NOTÍCIA

 Outras Notícias

13/07/2018 - BANCOS NÃO ASSINAM PRÉ-ACORDO; DIA 2 DE AGOSTO TEM DISCUSSÃO SOBRE CLÁUSULAS ECONÔMICAS

13/07/2018 - NEGOCIAÇÃO COM BANCO DO BRASIL ACONTECE HOJE

13/07/2018 - PRESSÃO DO FUNCIONALISMO DERRUBA VETO DA LDO AO REAJUSTE SALARIAL

13/07/2018 - PROCON INTERDITA AGÊNCIA DO BRADESCO POR TRÊS DIAS EM LONDRINA

13/07/2018 - CLIENTE DO BB É AGREDIDO APÓS RECLAMAR DE DEMORA NO ATENDIMENTO

13/07/2018 - BANCÁRIO É REINTEGRADO AO BRADESCO EM CAMPOS DOS GOYTACAZES

13/07/2018 - RESOLUÇÃO DO TST CONFIRMA QUE REFORMA TRABALHISTA SÓ ALCANÇA NOVOS PROCESSOS

13/07/2018 - SALÁRIO MÍNIMO DE R$ 998 PARA 2019 É APROVADO PELO CONGRESSO

13/07/2018 - GOLPE NAS ESTATAIS E NAS AGÊNCIAS REGULADORAS

13/07/2018 - 12 PROJETOS QUE AMEAÇAM IMPLODIR AS CONTAS PÚBLICAS DO BRASIL NOS PRÓXIMOS ANOS

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.