BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

28/05/2007 - BC MANTÉM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO

Numa concorrida assembléia, os funcionários do Banco Central (BC) de Brasília decidiram na última sexta-feira manter, por tempo indeterminado, a greve iniciada no último dia 3.

Contribuiu para a decisão a notícia que o governo concordou em conceder um reajuste salarial de aproximadamente 9% aos servidores da Polícia Federal ainda neste ano. “Nós também queremos ter algum aumento neste ano”, disse o presidente do Sindicato Nacional dos Funcionários do BC (Sinal), David Falcão.

Nas negociações com os funcionários do BC, o governo insistiu que não poderia conceder nenhum reajuste salarial neste ano, alegando até a necessidade de preservar recursos para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Por este motivo, o aumento salarial, que viria na forma de equiparação salarial dos servidores do BC com os funcionários do grupo de gestão do serviço público, ocorreria apenas em janeiro do próximo ano e de 2009. “A proposta já estava aceita até que veio a notícia do aumento da PF. Com estes reajustes, temos mesmo é que manter a greve”, disse um participante da assembléia.

Em função da paralisação, o BC parou de divulgar os dados diários das reservas internacionais. A última informação disponível ainda é relativa ao dia 2 de maio, quando as reservas estavam em US$ 122,289 bilhões.

Além disso, a greve impediu a divulgação na semana passada dos números do primeiro levantamento parcial do fluxo cambial de maio. A paralisação também impediu a divulgação do boletim mensal sobre as contas externas brasileiras, referente ao mês de abril.

É nessa nota que o Departamento Econômico (Depec) do BC informa o resultado da conta corrente do balanço de pagamentos do País e o fluxo de investimento estrangeiro direto.

Sem a suspensão da greve, é possível que a divulgação de outras duas notas prevista para a próxima semana acabe não ocorrendo.

São elas:

o comportamento do mercado de crédito bancário e o resultado das contas do setor público no mês de abril. “Enquanto tiver greve, não vai ter nenhuma nota. Vocês (da imprensa) vão ficar sem trabalho”, disse uma participante da assembléia. Na segunda-feira, os servidores do BC farão nova assembléia às 15h para discutir os rumos do movimento.


Fonte: PARANÁ ONLINE

 Outras Notícias

14/11/2018 - LUCRO LÍQUIDO DO BANRISUL SOBE 31,6% NO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2018

14/11/2018 - GILMAR MENDES TRAVA PAGAMENTO DE AÇÕES NA JUSTIÇA DE PLANOS ECONÔMICOS

14/11/2018 - COMO O PT ‘APARELHOU’ O BANCO DO BRASIL

13/11/2018 - CENTRAIS SINDICAIS DEBATEM REFORMA DA PREVIDÊNCIA

13/11/2018 - BOLSONARO E O DESEMPREGO

13/11/2018 - CAIXA ECONÔMICA CONFIRMA QUE DECISÃO DO STF SOBRE FGTS NÃO GERA DIREITOS EM 2018

13/11/2018 - AUTÔNOMO TEM DE GANHAR O DOBRO DE TRABALHADOR CLT PARA MANTER PADRÃO

13/11/2018 - GOVERNO DE BOLSONARO VAI PROMOVER CORTE DE CARGOS EM BANCOS ESTATAIS

13/11/2018 - BANCO HSBC PLANEJA RETORNAR PARA O BRASIL

12/11/2018 - GRANDES BANCOS LUCRAM 12,7% MAIS NO 3º TRI E SINALIZAM MAIOR APETITE POR CRÉDITO

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.