BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

06/06/2007 - A TAXA DE JUROS...

Estão criadas as condições para o Brasil ingressar num período de juros, descontada a inflação, abaixo de dois dígitos. Daí a expectativa para a decisão de hoje do Copom.

Grande parte dos analistas econômicos do País espera uma redução de meio ponto percentual na taxa básica de juros a partir de hoje, quando se reúne o Comitê de Política Econômica (Copom) do Banco Central. De fato, indicadores econômicos sinalizam para a hipótese de maior redução da taxa Selic, superior ao 0,25 ponto percentual que o BC tem mantido ao longo dos últimos meses.

Se confirmada a redução de meio ponto percentual, a taxa passará para 12% ao ano. Os juros básicos no Brasil continuarão sendo os mais elevados do planeta, mas a decisão sinalizaria uma mudança na ortodoxa política do Banco Central de manter os juros elevados como instrumento de controle da inflação.

Os principais indicadores demonstram que o País está em condições de oferecer uma taxa de juros mais compatível com as do resto do planeta, em particular com as que vigoram nos países emergentes, que apresentam índices de crescimento econômico bem superiores aos do Brasil.

A polêmica em torno do baixo crescimento do PIB brasileiro se concentra na questão dos juros, que estariam impedindo uma real expansão da economia.

O cenário para o mundo dos negócios nas últimas semanas é de forte crescimento, como indicam avaliações setoriais. E só não se reforçam e se estendem para outros setores porque os investimentos continuam amarrados pela taxa Selic.

A queda do dólar, o bom desempenho da bolsa de valores, a entrada de recursos estrangeiros em grande volume ao longo do primeiro semestre e a significativa baixa do risco-país – que se mantém ao redor dos 150 pontos – demonstram que estão criadas as condições para o Brasil ingressar num período de juros, descontada a inflação, abaixo de dois dígitos. Daí a expectativa para a decisão de hoje do Copom.

O Brasil tem feito gigantesco progresso nas exportações, alcançando sucessivos recordes na balança de pagamentos. É possível crescer ainda mais no mercado externo, mas as empresas precisam consolidar seus programas de investimentos. Não o fazem impedidas pelos juros altos e pela rígida postura do Banco Central em não acelerar o processo de redução da Selic.

Nos países desenvolvidos e em alguns emergentes, a taxa média de juros é de 2% a 3% ao ano, o que demonstra como, com eventuais 12%, o Brasil ainda continuaria distante desta realidade.

Mas se a redução de hoje se limitar a 0,25 ponto percentual, como tem acontecido ao longo das oito últimas reuniões do Copom, não será possível qualquer expectativa de maior expansão da economia também em 2007. O Brasil deve repetir os 3,1% do ano passado. O que é pouco.


Fonte: A NOTÍCIA

 Outras Notícias

18/04/2019 - REFORMA ELIMINA APOSENTADORIA POR IDADE PARA DEFICIENTE E PREJUDICA MULHER

18/04/2019 - PREVIDÊNCIA: 44 PONTOS QUE VOCÊ PRECISA SABER

18/04/2019 - REFORMA TRABALHISTA: 12 DIREITOS SUPRIMIDOS NA CLT; SAIBA QUAIS

16/04/2019 - PROBLEMAS DE SAÚDE DENTRO DOS BANCOS SÃO DEBATIDOS EM REUNIÃO DA CONTEC COM A FENABAN

16/04/2019 - STF CENSURA SITES E MANDA RETIRAR MATÉRIA QUE LIGA TOFFOLI À ODEBRECH

16/04/2019 - AGÊNCIA DA CAIXA EM BRASÍLIA É INTERDITADA POR CAUSA DE SURTO DE CAXUMBA

16/04/2019 - REFORMA DA PREVIDÊNCIA ABRE ESPAÇO PARA TAXAR ATÉ VALE REFEIÇÃO E FÉRIAS

16/04/2019 - ITAÚ FECHA AGÊNCIA PORT TODO O PAÍS

09/04/2019 - PRESSIONE DEPUTADOS A VOTAREM NÃO NA PROPOSTA DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA

08/04/2019 - JUSTIÇA TRABALHISTA MANTÉM DESCONTO SINDICAL NO SALÁRIO, NÃO EM BOLETO

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2019 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.