BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

11/06/2007 - PESQUISA DO DIEESE REVELA QUE MAIS DE...

570 mil crianças trabalham na região Norte.

Mais de 570 mil crianças e adolescentes da Região Norte trabalham. E o Pará é o estado recordista, concentrando 54% dessa da mão-de-obra infanto-juvenil. Os dado são de uma pesquisa do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócioeconômicos (Dieese).

Amazonas é o segundo estado da região que emprega maior número de mão-de-obra infanto-juvenil, com mais de 80 mil crianças no mercado de trabalho; Rondônia é o terceiro, com quase 70 mil. Em seguida vêm: Tocantins com quase 60 mil; Acre com cerca de 30 mil; Amapá com cerca de 13 mil e Roraima com cerca de 12 mil crianças nessa situação.

Roberto Sena, supervisor técnico do Dieese no Pará, disse que o trabalho infantil está diretamente ligado à pobreza das famílias. Segundo ele, as crianças começam a trabalhar cedo para ajudar na renda familiar.

"Fundamentalmente são as condições sócio-econômicas, porque na região Norte, apesar de ser uma região rica, grande parte do povo é pobre. A renda de famílias com filhos até 14 anos, quase metade das famílias, recebe até meio salário mínimo. E os pais não tendo emprego, não tendo renda, consequentemente tem uma desagregação familiar".

O levantamento revelou também que cerca de 114 mil crianças entre 5 e 15 anos de idade não recebem nenhum tipo de remuneração. A maioria das crianças também não freqüenta a escola e normalmente elas trabalham em carvoarias, serviços rurais ou como flanelinhas, principalmente as crianças do sexo masculino.

Simone Barata, da Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social, disse que o governo estadual pretende fortalecer o Fórum Paraense de Erradicação do Trabalho Infantil e de Proteção ao Trabalho Adolescente para reverter essa situação. Hoje, no Pará, 35 mil famílias integram o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PET).


Fonte: AGÊNCIA BRASIL

 Outras Notícias

21/02/2019 - GOVERNO DIZ QUE TEXTO SOBRE MILITARES SERÁ ENTREGUE EM 30 DIAS

21/02/2019 - PEDRO GUIMARÃES ANUNCIA PRIVATIZAÇÕES NA CAIXA

21/02/2019 - IMPACTO DE REFORMA TRABALHISTA SOBRE GERAÇÃO DE EMPREGO CONTINUA INCERTO

21/02/2019 - PROPOSTA PREVÊ GATILHO DE AUMENTO DA IDADE MÍNIMA

21/02/2019 - COM A REFORMA, QUANTO TEMPO MAIS O SEGURADO TERÁ DE CONTRIBUIR?

21/02/2019 - APOSENTADO PODE PERDER MULTA DE 40% DO FGTS SE CONTINUAR TRABALHANDO

21/02/2019 - REFORMA DA PREVIDÊNCIA: ENTENDA A PROPOSTA PONTO A PONTO

20/02/2019 - UM ANO PERDIDO, PIB APONTA AVANÇO DE APENAS 1,1% NA ECONOMIA EM 2018

20/02/2019 - REFORMA DE BOLSONARO DEVE EXIGIR 40 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO PARA APOSENTADORIA INTEGRAL

20/02/2019 - FORD ANUNCIA FECHAMENTO DE SUA FÁBRICA EM SÃO BERNARDO DO CAMPO

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2019 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.