BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

12/06/2007 - BRASILEIRO PAGA R$ 117 POR ANO PARA MANTER O...

Legislativo, diz estudo.

Estudo divulgado hoje pela ONG Transparência Brasil revela que o brasileiro que mora nas capitais do país gasta R$ 117,42, em média, por ano para manter em funcionamento o Legislativo nas esferas municipal, estadual e federal. A Câmara dos Deputados, por exemplo, custa R$ 18,14 por ano para os brasileiros. O custo de funcionamento do Senado é de R$ 14,48 para cada brasileiro morador das capitais.

Considerando-se apenas as Assembléias Legislativas estaduais, a mais cara é a de Roraima, com custo anual de R$ 145,19 por habitante. No lado oposto, a mais barata é a Assembléia Legislativa de São Paulo, com custo por morador de R$ 10,63 por ano.

De acordo com o levantamento, a Câmara de Vereadores com maior custo é a de Palmas (TO): R$ 83,10 por morador da cidade. Pelo mesmo critério, a mais barata é a de Belém (PA): R$ 21,09 por habitante.

O estudo mostra ainda que em Boa Vista (RR) o gasto com o Legislativo representa 4,1% do PIB per capita. Em Vitória, esse gasto corresponde a 0,4% do PIB per capita.

Orçamento

De acordo com o estudo, os Estados destinam 2,4% de seus orçamentos ao Legislativo. Nas capitais dos Estados, esse percentual sobe para 2,92%. O Congresso Nacional recebe 0,4% do Orçamento da União.

A Transparência Brasil informa que Estados e capitais mais pobres gastam proporcionalmente mais com seus Legislativos. A Assembléia Legislativa de Roraima, por exemplo, recebe 5,1% do R$ 1,1 bilhão do orçamento do Estado para 20076. Já a Assembléia Legislativa de São Paulo recebe 0,5% de um orçamento de quase R$ 85 bilhões.

Metodologia

A Transparência Brasil informou que o estudo foi feito com base nas informações fornecidas pelos sites das secretarias de Finanças ou Planejamento de Estados e capitais para obter o Orçamento do Estado ou do município.

Em cinco Estados e 12 capitais, de acordo com a ONG, os dados não estavam disponíveis na internet.
Nesses casos, a ONG informou que fez contato telefônico para obter a informação sobre o Orçamento geral, montante destinado para o Legislativo, total da população representada pela Casa, quantidade de membros de cada Legislativo e PIB per capita.

Comentário do Sindicato: Boa parte desse custo é direcionado para uma maioria de "PARASITAS" e corruptos que infestam o Parlamento Brasileiro.
O ideal seria gastar em qualquer besteira, que seria mais lucrativo...


Fonte: FOLHA ONLINE

 Outras Notícias

20/07/2018 - NEGOCIAÇÃO COM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

19/07/2018 - REFORMA TRABALHISTA SEGUE PROPAGANDA ENGANOSA NO PAÍS SEM CARTEIRA ASSINADA

18/07/2018 - DIFERENÇA DE TARIFA ENTRE BANCOS CHEGA A 260%

18/07/2018 - DÍVIDA DE APOSENTADOS COM EMPRÉSTIMO SOBE R$ 39 MI POR DIA

18/07/2018 - ITAÚ CHEGA AO MERCADO DE MAQUININHAS DE CARTÃO

18/07/2018 - COMO USAR AS NOVAS REGRAS DO CHEQUE ESPECIAL PARA SAIR DO VERMELHO

18/07/2018 - PAGAMENTO DO 13º DE APOSENTADOS COMEÇA EM AGOSTO; VEJA O CALENDÁRIO DO INSS

17/07/2018 - SÓ SINDICALIZADOS PODEM RECEBER BENEFÍCIOS DE ACORDO COLETIVO

17/07/2018 - TRÊS INSTITUIÇÕES LIDERAM RANKING DE RECLAMAÇÕES CONTRA BANCOS

17/07/2018 - PAÍS DEIXA DE CRIAR 80% DAS VAGAS DE TRABALHO PREVISTAS

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.