BRASIL: "ÚNICO PA͍S NO MUNDO ONDE O POVO QUE É ROUBADO
É O MESMO QUE DÁ PODER AO LADRÃO"
Ações Jurídicas
Artigos
Base Territorial
Convenções e Acordos Coletivos
Convênios
Denúncia contra Bancos
Diretoria
Esportes
Eventos
Fale conosco
Índices de Reajustes Salariais
Links
Localização / sede
Matérias
Notícias
Noticias jurídicas
Notícias RSS
Saúde
Segurança Bancária
Sindicalize-se
Untitled Document
NOTÍCIAS
Gerais
Jurídicas
RSS
Saúde
Segurança Bancária
 Notícias Gerais

Confira as últimas notícias Gerais :

30/07/2007 - CONTEC 49 ANOS

Hoje (28) a CONTEC – Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito completa 49 anos de existência. Foi no dia 28 de julho de 1958 que alguns bravos companheiros bancários, tendo à frente HUBERTO DE AZEVEDO PINHEIRO, que foi fundador e o primeiro presidente da CONTEC, até o dia 03.08.1963.
Já o seu segundo presidente, companheiro Aluysio Palhano Pedreira Ferreira, dirigiu a entidade até o dia 31.03.1964.

E a vida de Aluysio Palhano é um exemplo de dignidade, retidão, combatividade e ressitência para a atual e futuras gerações, porque:

“Aos 21 anos ingressou no Banco do Brasil onde trabalhou até ser cassado pelo AI-1 em 1964. Formou-se advogado pela Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense. Por duas vezes foi presidente do Sindicato dos Bancários. Em 1947, casou-se com Leda Pimenta e tiveram dois filhos Márcia e Honésio.

Em 1963 foi eleito presidente da CONTEC (Confederação dos Trabalhadores dos Estabelecimentos de Crédito) e vice-presidente da antiga CGT (a denominação correta era Comando Geral dos Trabalhadores – CGT).

Com o golpe de 1964, Aluísio teve seus direitos políticos cassados e passou a ser literalmente caçado pelos órgãos de repressão. Em fins de maio de 1964 asilou-se na Embaixada do México, indo posteriormente para Cuba.

Em 1969, representou o Brasil na OLAS (Organização Latino-Americana de Solidariedade), em Havana, Cuba. Em 1970, regressou clandestino ao Brasil. Manteve contato com familiares por ocasião do casamento de sua filha. Em 24 de abril desse mesmo ano ainda fez contato com a família. Depois desse dia, o silêncio.

Em 1976 correram os primeiros boatos de sua morte, confirmados em 1978 através de carta de Altino Dantas Jr., seu companheiro de prisão, encaminhada ao Ministro do Superior Tribunal Militar, General Rodrigo Otavio Jordão Ramos, denunciando o assassinato de Aluísio Palhano, nas dependências do DOI-CODI da Rua Tutóia, em S.Paulo na madrugada de 21 de maio de 1971. Segundo esse relato, Aluísio esteve prisioneiro durante 11 dias, sofrendo as piores torturas.

A Anistia Internacional confirmou esse depoimento.”

Com isso, a CONTEC sofreu a primeira intervenção governamental de 09.04.64 até 05.10.65, tendo sido interventores Aricy P.de Souza Aguiar e Máximo Martinelli Jr.

A vida administrativa e política da Confederação foi restabelecida em 16.10.65, quando foi eleito presidente o companheiro Ruy Brito de Oliveira Pedrosa, cujo mandato expirou em 15.10.1972.

E novamente em 16.10.1972, foi a entidade intervencionada pelo governo federal, cujo Ministro do Trabalho, nomeou Luiz Militino Vasconcelos seu interventor.

Esta intervenção só foi suspensa em 19.11.1974, data em que esteve no Brasil o Diretor-Geral da OIT-Organização Internacional do Trabalho, Dr. Francis Blanchard, diretamente de Genebra – Suíça.
Então, já no governo Geisel, foi a intervenção transformada em Junta Governativa, que era integrada pelos bancários Wilson Gomes de Moura (presidente), Lauro da Silva de Aquino (Secretário) e Édson de Jesus Jinkings (Tesoureiro).

Posteriormente foram realizadas eleições na entidade e Wilson Gomes de Moura se elegeu presidente no dia 19 de setembro de 1975.

Esta é a nossa CONTEC, que foi intervencionada pelo Governo duas vezes, mas sua Diretoria nunca se vergou a patrões, partidos e governo. As categorias profissionais sob sua coordenação sofreram as pesadas conseqüências, mas nunca se envergonharam ou foram constrangidas por ato indigno ou covarde da sua Direção.

Agora mesmo prosseguimos altivos sem nos curvarmos aos caprichos de alguns sindicatos ou central sindical que, obstinada, ilegal e inconstitucionalmente continuam no desonesto afã de dividir a CONTEC e as federações de bancários não cutistas, com a diuturna e permanente criação de entidades paralelas, embora saibam todos que a lei e a Constituição Federal só permite uma entidade sindical, na mesma base territorial, em qualquer nível (art. 8, Inciso II – Constituição Federal).

E nosso firme propósito é de assim prosseguir gerindo a CONTEC honestamente, com dedicação a tempo integral, de maneira firme, mas democrática, com as vistas voltadas exclusivamente para defesa dos direitos dos bancários (as) e securitários (as), seus familiares e dependentes, sem preocupação de agradar governantes ou patrões e sem deslumbramento.

Nesta data, e sempre pedimos a Deus que continue iluminando o nosso caminho e as nossas mentes, a fim de cumprirmos o nosso dever da melhor forma possível. E que dias melhores cheguem aos trabalhadores do sistema financeiro com salários dignos e melhores condições de trabalho e de vida.


Fonte: CONTEC

 Outras Notícias

16/11/2018 - DESEMPREGO CAI PARA 11,9%, MAS AINDA ATINGE 12,5 MILHÕES DE BRASILEIROS

16/11/2018 - DESEMPREGO É MAIOR ENTRE NORDESTINOS, MULHERES E NEGROS, DIVULGA IBGE

14/11/2018 - LUCRO LÍQUIDO DO BANRISUL SOBE 31,6% NO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2018

14/11/2018 - GILMAR MENDES TRAVA PAGAMENTO DE AÇÕES NA JUSTIÇA DE PLANOS ECONÔMICOS

14/11/2018 - COMO O PT ‘APARELHOU’ O BANCO DO BRASIL

13/11/2018 - CENTRAIS SINDICAIS DEBATEM REFORMA DA PREVIDÊNCIA

13/11/2018 - BOLSONARO E O DESEMPREGO

13/11/2018 - CAIXA ECONÔMICA CONFIRMA QUE DECISÃO DO STF SOBRE FGTS NÃO GERA DIREITOS EM 2018

13/11/2018 - AUTÔNOMO TEM DE GANHAR O DOBRO DE TRABALHADOR CLT PARA MANTER PADRÃO

13/11/2018 - GOVERNO DE BOLSONARO VAI PROMOVER CORTE DE CARGOS EM BANCOS ESTATAIS

  Sindicalize-se
+ Detalhes  
  Eventos
FESTA DOS BANCÁRIOS...
+ Detalhes
Itajaí - SC | Rua José Ferreira da Silva, 48 - Cx. Postal 118 - Centro | Telefone: (47) 3348-6374 |||  By Vale da Web
Copyright © 2018 SEEBI. Todos os Direitos Reservados.